“The Perfection” e mais três suspenses com reviravolta na Netflix

A nova aposta da semana da Netflix é o filme The Perfection, que entrou na grade ontem (24). Na história de suspense e terror, a jovem Charlotte – interpretada por Allison Williams, da série Girls e do filme Corra!, que parece estar se especializando em personagens sonsas – foi uma violinista prodígio que teve que desistir de sua promissora carreira para cuidar da mãe doente. Dez anos depois, com a morte da mãe, ela reencontra seu antigo mentor perfeccionista Anton (Steven Weber) e sua nova pupila Lizzie (Logan Browning), na China (sabe-se lá por que). As duas prodigiosas jovens acabam se enamorando uma da outra enquanto um vírus se espalha pelo país asiático.

Pelo prólogo pensei que veria uma espécie de Cisne Negro por causa do tema da perfeição artística mesclado com San Junipero, por causa das amantes que lembram as do episódio de Black Mirror. Mas depois quando as pessoas começaram a vomitar pensei que veria uma espécie de Contágio, daí acontece uma reviravolta tão grande na trama, mas tão absurda que desisti de procurar referencias no repertório e me rendi ao filme trash bizarramente ruim e, de alguma forma, engraçado. Sem dar spoilers, digo que a história desemboca em um filme de vingança feminista que pode ser catártico para as mulheres que se identificarem. Ademais, recomendo apenas para quem tem estômago forte e gosta de ser surpreendido por plot twists que não se justificam em nenhum momento. Nota: 5/10.

Agora, para quem gosta de uma reviravolta bem feita na trama, deixo mais duas dicas de bons filmes e de uma série para assistir na Netflix:

  • O Convite  (Karyn Kusama, 2015)

A grande reviravolta de O Convite (Karyn Kusama, 2015) é descobrir que Logan Marshall-Green não é irmão gêmeo de Tom Hardy. Brincadeira, lógico. Mas, sério, há um ou dois plot twistsabruptos no terceiro ato que criam uma transição nada sutil de um horror paranóico para o puro terror, mas pelo menos sustentam o clima letárgico que prenuncia a tragédia, construído durante todo o filme. O longa-metragem se configura como um conto sombrio desde o prólogo em que uma viagem de carro termina em desastre quando Will (Mashall-Green, em excelente performance), ao ir à casa de sua ex-esposa, Eden (Tammy Blanchard) para um jantar… Leia a crítica completa clicando aqui.

Nota 8/10

  • O Hóspede (Adam Wingard, 2014)

Adam Wingard, diretor do cult de horror Você é o Próximo (2011), comanda esta pequena pérola perdida na Netflix. O Hóspede (2014) não é muito original, mas é divertido. Seguinte: a família Peterson tenta colocar o trem nos trilhos, após a perda do filho mais velho, Caleb, morto em combate na guerra. Um belo dia, eles recebem a visita de um soldado misterioso chamado David (Dan Stevens, de Downton Abbey) que era amigo de Caleb. David é um sonho: educado, prestativo e bonito, ele logo conquista o pai, a mãe e o filho mais novo e passa a morar na casa da família enquanto, sei lá, tenta dar um rumo na vida… Leia a crítica completa clicando aqui.

Nota: 7/10

  • Bodyguard (2018, BBC)

Em linhas gerais, Bodyguard (2018, BBC) conta a história fictícia de David Budd, um heróico, mas problemático veterano de guerra que agora trabalha como especialista em proteção para a polícia metropolitana de Londres. Ele é designado para proteger a ministra do interior conservadora Julia Montague, cuja política representa tudo o que ele despreza. Os dois, obviamente, entrarão em conflito… Leia a crítica completa clicando aqui.

Nota: 8/10

Anúncios


Categorias:Cinema, Críticas, Televisão

Tags:, , , , , ,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: