Os melhores filmes da década e onde assisti-los: ano de 2016

A década de 2010 está chegando ao fim, ou seja, chega a hora de a gente revisitar nossa história e avaliar o que houve de bom ou de ruim. Portanto, vou criar um pódio aqui no site com os três melhores filmes de cada ano, para em dezembro fazer um Top 100 da década. Dito isso, vamos ao que interessa, os três melhores filme de 2016:

Medalha de Ouro: Eu, Daniel Blake (Ken Loach)

Pobre Daniel Blake! Após sofrer um infarto e ser desaconselhado pelos médicos a retornar ao trabalho, ele busca receber a ajuda social concedida pelo governo a todos que estão nesta situação. Contudo, ele esbarra na extrema burocracia instalada pelo governo (não, não estamos no Brasil, mas na Inglaterra). O fato dele ser um analfabeto digital não ajuda muito. No martírio quase diário de ir nos departamentos governamentais, ele conhece Katie, mãe solteira de duas crianças, que se mudou recentemente para a cidade e também não possui condições financeiras para se manter. Os dois se tornam amigos, ligados pelo desamparo.

Este filme me pegou de jeito. Não é um thriller, não há reviravoltas e nem animais fantásticos. Ele mostra a realidade nua e crua do cotidiano do cidadão comum, com suas grandes dores e um pouco de humor ao mesmo tempo. O que me impressionou na obra foi a discussão da impotência subalterna, ou seja, como os pobres e marginalizados quase nunca controlam seu próprio destino. E como em qualquer lugar do mundo o que resta é lutar, lutar para que toda vez que virmos um Daniel Blake pichando suas angústias em um muro, possamos nos compadecer e sentir-se seu irmão.

Onde assistir: no Now

Medalha de Prata: Invasão Zumbi (Yeon Sang-Ho)

invasão zumbi

Não se importe com esse título preguiçoso que a obra recebeu aqui no Brasil, Busanhaeg é um senhor filme. Também não entre na discussão se os mortos vivos deveriam ser lentos ou não. Neste filme, eles são rápidos, mortais, impiedosos e ponto final. Na história, uma pandemia de zumbis (muito bem explicada pelo roteiro) se espalha pela Coréia do Sul, enquanto passageiros dentro de um trem que vai de Seul para Busan tentam sobreviver, entre eles está o pai relapso Sok-woo e sua filha Soo-ahn. O pandemônio todo será, então, uma oportunidade de redenção para o homem aos olhos da filha pequena. A claustrofobia fornecida pelo cenário limitado ajuda a criar eficientemente a tensão e o drama. Também faz nascer o instinto de sobrevivência para alguns e a resignação para os outros. Repare nos sobreviventes que chegam ao final e nunca mais subestime os mais vulneráveis.

Onde assistir: na Netflix

Medalha de bronze: Perfeitos Desconhecidos (Paolo Genovese)

O roteiro desse filme italiano é tão atual, mas tão atual que já foi refilmado cinco vezes em menos de quatro anos na França, Espanha, Índia, Grécia e Coréia do Sul, mudando só uma coisinha aqui e outra ali para atender às diferenças culturais. Só digo uma coisa: fique com o original, recuse imitações.

A comédia é um teatro moderno incrivelmente bem escrito que nos fornece uma pergunta deveras interessante: o que realmente aconteceria se um grupo de amigos, que afirmam conhecer uns aos outros perfeitamente, colocasse os smartphones onde todos pudessem ouvir as chamadas e ler as mensagens? Resposta: uma irremediável confusão. A idéia inicial capciosa é desenvolvida em um crescendo maravilhoso que transforma rapidamente a situação de um belo jantar com velhos amigos em um campo de batalha sangrento que revela os segredos mais obscuros de todo mundo. O filme é ao mesmo tempo divertido e dramático, com um final agridoce.

Onde assistir: torrent em sites de torrent e legendas no legendas.tv

Menções Honrosas: Aquarius, A Chegada, Café Society, Frantz, La La Land, Elle, A 13ª Emenda, Moonlight, É apenas o fim do mundo, O Cidadão Ilustre, Animais Noturnos, Quando se tem 17 anos, Julieta, A Criada, Um instante de amor, Capitão Fantástico, Sully, Animais fantásticos e onde habitam, Zootopia, A qualquer custo, Até o último homem, Manchester à beira-mar, Dois caras legais, Deadpool, Fragmentado.

Leia Também:

Anúncios


Categorias:Cinema, Críticas, Listas

Tags:, , ,

2 respostas

  1. Ótima lista! “Invasão Zumbi”, de fato, é um baita filme, melhor como peça de entretenimento do q muito blockbuster americano. Recomendo muito também o “Silêncio”, do Scorsese, e a animação “Minha Vida de Abobrinha”

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: