“Modern Family” e o problema com o excesso de personagens

ED O'NEILL, SOFIA VERGARA, JEREMY MAGUIRE, TY BURRELL, AUBREY ANDERSON-EMMONS, JULIE BOWEN, ARIEL WINTER, ERIC STONESTREET, JESSE TYLER FERGUSON, REID EWING, SARAH HYLAND

Modern Family encerrou sua décima temporada essa semana. Como habitual em sitcoms que sobrevivem apenas por hábito (leia-se, dinheiro fácil), a série exibe episódios totalmente entediantes, com algum brilho aqui e ali dos tempos áureos. É certo que o elenco de personagens é cativante, do contrário não sobreviveria 11 anos no ar (a 11ª é a última). Todos ofereceram um charme a uma família que hoje em dia nem é mais tão moderna, deixando seu toque pessoal, condição fundamental em comédias ligeiras.

Cam, Gloria e Phil ainda continuam a arrancar risadas, o problema mesmo são as crianças que cresceram e perderam a função na trama. Algumas nunca tiveram, na verdade. Alex, por exemplo, a filha do meio de Phil e Claire Dunphy, é uma gênia, mas ao invés de sair por ai usando sua inteligência para o bem da ciência, tem tempo de sobra para ficar a toa dentro de casa, sem propósito nenhum. Lily, filha adotada por Cam e Mitchel, é outro exmplo de nulidade dramatúrgica. Os meninos da trama, Manny e Luke, são dois casos para ser analisado à parte.

Ao longo das primeiras temporadas, a relação entre Manny, o filho sensível e adoravelmente esnobe de Gloria, a mãe tipicamente latina, continha uma mistura de coração e graça. No entanto, conforme Manny envelheceu, muitos fãs sentem que seu personagem não conseguiu trazer nada de novo para o jogo. Uma vez que Manny atingiu a puberdade, o personagem simplesmente deixou de ser engraçado. Acho que os roteiristas notaram isso, porque ele recebeu histórias menores a cada ano. Também pudera, seu personagem é apenas mais um adolescente típico e bastante hormonal. Bem realista, mas nada engraçado.

Muitos argumentam que Luke, embora parecido com seu pai em muitos aspectos, não tem o mesmo senso de originalidade que Phil mantém. É terno o fato de que ele é parecido com o pai, mas passa a impressão que eles não sabiam o que fazer com o personagem depois que cresceu. Ele, que era meio burrinho nas primeiras temporadas, servia de inspiração cômica, agora simplesmente se tornou irritante, ou seja, já deu o que tinha que dar, enquanto muitos personagens mudaram para melhor à medida que o show progrediu (Claire, Jay e Haley).

Modern Family poderia ter sido muito melhor, mas foi prejudicada pelo próprio mote que tem o intuito de mostrar uma família caótica e não pode largar disso. Se Lily, Alex, Manny, Joe e Luke não fizessem parte do elenco fixo, tudo teria sido bem melhor por que o elenco adulto é ou se tornou muito bom. Mas nem tudo está perdido, Haley e Dylan amadureceram bem durante a série (preferia que ela tivesse casado com Josh, mas tudo bem) agora têm sua própria família com nascimento dos gêmeos. Sim, mais dois personagens. Vamos ver se sobra espaço para eles em 20 minutos de episódio.

 

Anúncios


Categorias:Televisão

Tags:

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: