Os cinco filmes das “Aventuras de Antoine Doinel”

antoine

Das séries de cinema, uma que mora no meu coração é intitulada, hoje em dia, de “As Aventuras de Antonie Doinel”. Interpretado por Jean-Pierre Leáud, Doinel foi criado pelo cineasta francês François Truffaut (1932-1984), em vários aspectos como um alter ego de si mesmo, que compartilhou muitas das mesmas experiências de infância que Antoine. Devido à popularidade que os filmes tiveram, diretor, ator e personagem chegaram mesmo a ser confundidos nas ruas de Paris.

Embora Truffaut inicialmente não planejasse que Doinel fosse um personagem recorrente na sua filmografia, ele retornou ao personagem em um curta-metragem (Antoine e Collete) e três longas-metragens depois de apresentá-lo em seu longa-metragem de estréia,  Os Incompreendidos (1959), pedra fundamental da nouvelle vague francesa. Truffaut seguiu a vida ficcional de Antoine Doinel, mostrando seu romance com Christine (Claude Jade), em Beijos Proibidos, depois o casamento dos dois em Domicilio Conjugal e divórcio do casal em Amor em Fuga (1979). Recentemente, só me lembro de filmes que acompanham tanto tempo da vida de um personagem com a série Harry Potter.

Não sei se é possível assistir os filmes online, porém, o box com os cinco DVDs são fáceis de encontrar na internet, a um bom preço. Para quem mora em cidade com centros culturais, é bom ficar de olho em mostras e retrospectivas.

François Truffaut ao lado de seu alter ego Jean Pierre Leaud.

Os cinco filmes da série são:

  1. Os Incompreendidos (1959)

Antoine Doinel está sempre correndo, seja da família, da escola, do reformatório, sempre incompreendido. A infância na visão de Truffaut como um trauma, não uma doce recordação. Com a cena final mais melancólica de todos os tempos, em que Antoine se deslumbra ao encontrar o mar pela primeira vez.

Destaque – A Mãe de Antoine falando: “Mas ele odeia esportes, prefere passar horas no cinema estragando a visão”. Causa identificação.

  1. Antoine e Colette (um dos segmentos do filme “O Amor aos Vinte Anos”, 1962)

Com 32 minutos, mostra o primeiro amor não correspondido de Antoine por Colette (Marie-France Pisier), que voltaria a aparecer somente no último filme.

Destaque – Graciosa, Colette diz: “Pergunta: onde se está melhor que não no seio da família? Resposta: em qualquer outro lugar!”.

  1. Beijos Proibidos (1968)

Pequenos fragmentos de Antoine como jovem adulto. Filme engraçadíssimo, mostra Antoine tentando se encontrar (sempre incompreendido) como recepcionista de hotel, no serviço militar e até como detetive particular, o que rende seqüências hilárias. Mostra também o início do romance com Cristine Darbon (Claude Jade).

Destaque – “Fabienne Tabard Fabienne Tabard Fabienne Tabard Fabienne Tabard Fabienne Tabard Fabienne Tabard Fabienne Tabard Fabienne Tabard Christine Darbon Christine Darbon Christine Darbon Christine Darbon Christine Darbon Christine Darbon Christine Darbon Fabienne Tabard Fabienne Tabard Fabienne Tabard Fabienne Tabard Fabienne Tabard Fabienne Tabard Antoine Doinel Antoine Doinel Antoine Doinel Antoine Doinel Antoine DOINEl ANTOINE DOINEL ANTOINE DOINEL!”

  1. Domicílio Conjugal (1970)

É claro que Antoine não se daria bem numa instituição como o casamento. Para além do avanço no relacionamento com Cristine, o charme do filme está nos personagens secundários, nas anedotas, nas mini-crônicas da vida.

Destaque – O tapa na cara que Cristine, claramente mais madura, dá em Doinel: “”eu não gosto desse negócio de você escrever sobre sua infância, arrastando seus pais para a lama. Se você usa a arte para acertar contas, já não é mais arte.”

  1. O amor em Fuga (1979)

Truffaut passa a limpo a vida de Antoine, agora aos 35 anos. O que ele aprendeu? Basicamente nada, mas a vida continua do mesmo jeito.

Destaque – Todo o filme em si, é como se a gente tivesse se despedindo de um grande amigo.

Anúncios


Categorias:Cinema

Tags:, , ,

1 resposta

Trackbacks

  1. “A Noite Americana”, de Truffaut, a maior declaração de amor ao cinema – Um Frame

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: