10 pensamentos brilhantes de Woody Allen

41443900_1638116266299928_6199485756461809664_n

Woody Allen é pseudônimo de Allan Stewart Königsberg. Nascido em 1º de dezembro de 1935, foi criado no bairro do Brooklyn, em Nova York. Começou a carreira profissional em 1952, quando diversos jornais da cidade começaram a usar piadas e frases engraçadas que ele lhes enviava. Fez sucesso e passou a trabalhar para um agente de relações públicas exclusivamente para escrever piadas para seus clientes famosos. Foi contratado pela rede de televisão americana NBC, em 1954, para trabalhar em seus programas de auditório.

Ao ver apresentações cômicas na televisão, Allen sentiu o desejo de se apresentar em shows de stand-up na TV e nos palcos. O sucesso foi tanto que lhe abriu portas para trabalhar no cinema. Seu primeiro trabalho foi o roteiro de O que é que há, gatinha? (What’s New Pussycat?,1965), de Clive Donner. Desde então, já dirigiu 50 longas-metragens para o cinema.

woody

O primeiro filme no qual acumulou as funções de ator, roteirista e diretor foi Um assaltante bem trapalhão (Take the Money and run, 1969), comédia com um fio de narrativa intercalada por vários esquetes. Neste período, todos os filmes do cineasta possuem histórias ínfimas. Para Allen, o que interessava mesmo era a piada pela piada. Fazem parte dessa fase O Dorminhoco e Bananas. A situação mudou em 1977, quando ele decidiu se arriscar em filmes mais consistentes dramaturgicamente. Surgia assim Noivo Neurótico, Noiva Nervosa (Annie Hall), filme que segundo o lendário diretor francês, François Truffaut,consegue apresentar na tela personagens verdadeiros com sentimentos verdadeiros”, algo bem diferente de tudo que o diretor já havia feito. Divisor de águas em sua carreira, a comédia romântica venceu quatro Oscars em 1977 e tornou-se um marco para esse gênero cinematográfico.

Com o passar dos anos, o cineasta atingiu um patamar sólido dentro de Hollywood. Optando por fazer filmes de baixo orçamento, ele conseguiu ter controle total sobre sua obra, resultando assim em uma das carreiras mais prolíficas que o cinema já viu. Francis Ford Coppola, diretor da trilogia O Poderoso Chefão, disse, certa vez: “Woody Allen se senta, escreve um roteiro, sai e faz um filme, um depois do outro. A carreira dele é a que mais respeito. Sempre desejei ter feito o que ele fez”.

Annie Hall (1977), divisor de águas na carreira do diretor.

Uma revisão da carreira mostra que Allen é um grande explorador narrativo, nunca se limitando a apenas um gênero cinematográfico. Seus filmes se dividem entre dramas existencialistas (Interiores, Setembro, A outra), inspirados em filmes do diretor sueco Ingmar Bergman; comédias dramáticas (Manhattan, Hannah e suas irmãs, Crimes e Pecados), melodramas (Maridos e esposas, Vicky Cristina Barcelona, Blue Jasmine), filmeshomenagens a outro cineasta do qual é fã, Federico Fellini (Memórias, Celebridades), homenagens a gêneros de cinema (ao expressionismo alemão em Neblinas e Sombras, ao musical americano em Todos dizem eu te amo, aos filmes noir em O escorpião de Jade), entre outros.

O ponto convergente entre seus filmes é o toque autoral que Allen imprime, bem explicado pela crítica Ana Maria Bahiana: “a maioria das comédias de Woody Allen presumem que os espectadores estão familiarizados com a obra de Ingmar Bergman, o existencialismo, as tradições judaicas, a teoria da comunicação, o pensamento de Freud, Nietzche e Kierkegaard, a literatura russa, a história e teoria do cinema e os hábitos cotidiano da burguesia e da intelectualidade de Manhattan. Sua graça vem do diálogo bem-escrito, que expõe o mundo interior e as inquietações dos personagens. Obviamente, este é um tipo de comédia muito satisfatório intelectualmente, e o mais difícil de atravessar fronteiras”. Segundo a autora, tais características presentes nas comédias de Woody Allen podem ser categorizadas como Alta Comédia.

Abaixo, selecionamos 15 pensamentos brilhantes de Woody Allen, que ajudam a entender a mente e, consequentemente, seus filmes, todos retirados do livro Conversas com Woody Allen, de Eric Lax.

  1. “Só quero ser engraçado. E se além de ser engraçado der para externar uma opinião, ótimo.”
  2. “Melhor não ser apreciado, mas ser bom. Melhor tentar crescer e falhar de maneira humilhante do que jogar no que é certo, ou, pior, fazer troca de favores.”
  3. “Nas piadas também, as de uma frase só, tem uma coisa sucinta, você faz algo que se faz na poesia.”
  4. “Eu me vejo como um cineasta trabalhador, que escolheu seguir no rumo de trabalhar o tempo todo em vez de fazer dos meus filmes algum evento especial do tapete vermelho de três em três anos.”
  5. “Nós temos que aceitar que o universo é sem deus, e a vida é sem sentido, muitas vezes uma experiência brutal e terrível, sem esperança, e que as relações amorosas são muito, muito difíceis, e que ainda precisamos encontrar um jeito não só de suportar, mas de levar uma vida decente e moral.”
  6. “Se você admite a terrível verdade da existência humana e escolhe ser um ser humano decente diante dela, em vez de mentir para si mesmo que vai haver alguma recompensa, ou um castigo celestial, isso me parece mais nobre.”
  7. “Tenho fobias e uma ansiedade geral em relação a muitas coisas – jantares, conhecer gente, viajar, o chuveiro. Sempre lutei com o trivial da vida.”
  8. “Preciso pensar que estou aprendendo o tempo todo. Não posso pensar: pronto, é isso aí”.
  9. “Não é divertido ser um grão de poeira no espaço. Isso que a gente é, um membro de uma espécie fracassada.”
  10. “Mas nunca se pode ir pelo que as pessoas dizem. Você precisa fazer o que tem de fazer no momento, e se as pessoas gostam, sorte sua; se não gostam, azar o seu.”

 

Anúncios


Categorias:Cinema, Listas

Tags:

1 resposta

Trackbacks

  1. 10 reflexões de Woody Allen sobre o cinema e a vida – Um Frame

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: