Todo filmão que se preze tem um copo de leite

Nesta semana, revi O Profissional, de Luc Besson, e fiquei intrigado com o leite como elemento cênico. Por que nos filmes, este líquido, aparentemente símbolo de pureza, é tão usado fora do contexto de inocência que supostamente deveria estar? Fui pesquisar e encontrei outros cinco clássicos que fazem uso do  leite em suas histórias. Veja as respostas que encontrei abaixo:

  1. O Profissional, de Luc Besson (1994): o leite como símbolo da família

Leite é um símbolo da infância, então é inusitado ver um brutal assassino profissional como Léon (Jean Reno) tomando copos e copos durante o filme. Acho que a intenção de Besson foi causar estranhamento mesmo, e mostrar um lado maternal (ou paternal) no personagem que adota Mathilda (Natalie Portman), após a chacina que matou sua família.

  1. Onde os fracos não tem vez, dos Irmãos Coen (2007): o leite como símbolo da bizarrice

Na sua busca pela maleta de dinheiro, Anton Chigurh (Javier Bardem) só dá uma paradinha para tomar uma garrafa de leite. O gesto acentua mais ainda a peculariedade do vilão, fazendo-o se tornar mais assombroso. É bizarro ver um homem grande tomar leite, ainda mais com aquele cabelo.

  1. Suspeita, de Alfred Hitchcock (1941): o leite como símbolo do perigo

Para filmar a cena acima, Hitchcock iluminou o copo de leite de dentro para fora, usando uma lâmpada dentro do líquido. O jogo de luz dentro do copo contrastando com as sombras no melhor estilo noir das escadas, cria uma das melhores cenas da brilhante carreira do cineasta. Na sequência, Cary Grant leva um copo de leite para a esposa, que suspeita estar envenenado, dessa forma, bem no estilo de humor bizarro do diretor, o leite é a própria arma do crime.

  1. Bastardos Inglórios, de Quentin Tarantino (2009): o leite como símbolo de tensão

giphy

O leite, bebida preferida do nazista Hans Landa, é usado como elemento ameaçador para estabelecimento de poder. Parece irresistível colocar o líquido nas mãos de seres brutais, assim como fizeram os Coen em Onde os Fracos. Sendo Tarantino, o elemento se torna também um grande trunfo para o sarcasmo do filme.

  1. Mad Max: Estrada da Fúria, de Geroge Miller (2015): o leite como símbolo de força

No futuro pós-apocaliptico de Mad Max, os filhos de Immortan Joe bebem leite das mulheres exploradas para manterem sua força, em cenas que podem causar nojo. Em outro momento, Max (Tom Hardy) também bebe leite em frente a Furiosa (Charlize Theron) num sinal de transformação de homem egoísta para um ser humano melhor. Como vemos, o leite é usado várias vezes como sinal de força e transformação, num mundo que carece de água potável.

  1. Laranja Mecânica, de Stanley Kubrick (1971): o leite como símbolo de violência

laranka.jpg

Alex DeLarge bebendo leite é uma das imagens mais icônicas do cinema. Ao leite moloko que ele e os druges bebem na abertura do filme são misturados outros liquidos, claramente entorpecentes, que aguçam os sentidos e os deixam pronto para os atos de ultraviolência que se seguem ao longo de toda película.

Anúncios


Categorias:Cinema, Listas

Tags:, , ,

2 respostas

  1. Sensacional!

    Curtir

Trackbacks

  1. Um Frame

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: