Aos Teus Olhos: a condenação pelo tribunal da internet

house

Rubens (Daniel de Oliveira) se orgulha de dá aula na mesma escola de natação há cinco anos. O jeitão boa-praça de amigo, não de professor, o torna querido pelas crianças e adolescentes.  Quando não está à vista dos alunos, porém, ele tem alguns comportamentos questionáveis: fuma escondido no vestiário, enquanto analisa sem vergonha nenhuma, mas com muita maledicência, as redes sociais das meninas ainda adolescentes do clube, para desconforto do colega de trabalho (Gustavo Falcão).

É este segundo comportamento que planta a dúvida na cabeça do público, quando Alex (Luiz Felipe Melo), um dos seus alunos, conta para a mãe que o professor lhe deu um beijo na boca no vestiário do clube. Ocorre que Alex é um menino introspectivo, que não parece muito à vontade nas aulas de natação e sofre uma pressão danada do pai (Marco Ricca) para ser o melhor possível. Estaria ele inventando a história para se livrar deste fardo?

O professor afirma que quando levou o garoto ao vestiário, foi para lhe consolar e, sim, ele foi carinhoso com Alex, como é com todos os alunos, mas sem malícia nenhuma. Uma investigação por parte da diretora do clube (Malu Galli) e da polícia se inicia, mas é tarde demais. O caso ganha notoriedade no Facebook e Rubens acaba sendo condenado por pedofilia. Pela internet, é claro.

Dirigido com muita economia por Caroline Jabor, Aos Teus Olhos é baseado na peça catalã O Princípio de Arquimedes. Acho o título brasileiro bem mais interessante, afinal, na era da internet, o que parece importar em casos como o de Rubens é a visão particular de cada um, não exatamente a verdade. O veredicto sobre o destino do professor já foi dado pela viralização online, antes mesmo que a averiguação das informações confirme se o crime é mesmo real.

O mais pungente do filme, entretanto, é a captura daquele breve momento em que seu destino é selado. E como é cruel que nossa vida seja definida pela aleatoriedade, da qual não temos nenhum conhecimento ou controle. Culpado ou não, pobre Rubens!

Nota: 8/10

Trailer:

 

Anúncios


Categorias:Cinema, Críticas

Tags:, ,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: