Tem no Youtube – Sonho Tcheco: um documentário em forma de pegadinha

czechdream

Há 14 anos, desembarcava nos cinemas o documentário “Sonho Tcheco” (Ceský Sen). Desde então, o filme se tornou referência para criativos e estudantes de comunicação, em especial os de publicidade e propaganda. Por quê? Por que dois universitários conseguiram fazer de seu TCC um inspirado estudo sobre o consumismo alienado e a manipulação da mídia sobre as pessoas.

O longa foi dirigido por dois alunos da escola de cinema de Praga, Filip Remunda e Vít Klusák. Eles espalharam pela capital da República Tcheca anúncios nos metrôs, nos ônibus e em shoppings para divulgar o Sonho Tcheco, um supermercado que não existe, mas que supostamente seria o paraíso para todo cidadão tcheco.

Os dois contratam uma grande agência de publicidade para fazer pesquisas, testes e estudos sobre a persuasão através de merchandising. A partir de então, o espectador acompanha a criação do logo, jingles, comerciais de tevê, banners, chamadas de rádio e toda sorte de material de divulgação.

ceskysen_ceskysen_poster_en1_0001

No dia da inauguração – ironicamente 31 de março, um dia antes do dia da mentira -, cerca de quatro mil pessoas compareceram ao local, esperando por diversão e compras a preço baixo, mas encontraram apenas um imenso outdoor. É claro, um grande constrangimento e revolta se instauraram.

Em 2004, a República Tcheca, antiga Checoslováquia, comemorava 11 anos de independência do regime comunista e preparava-se para entrar no super bloco econômico do continente europeu. “Esse é o país que quer entrar na União Europeia?”, questionam-se os cidadãos tchecos, vivendo um período de ansiedade e de questionamentos (nesse ponto, é difícil não lembrar dos brasileiros de 2014 e seu mantra “esse é o país que pretende sediar a Copa?”).

O Sonho Tcheco serviu como uma oportuna metáfora para campanha publicitária exercida pelo então governo, que tentava convencer a população de seu projeto político. Além disso, mostrou a publicidade como uma imensa “fábrica de desilusões”. Os idealizadores usaram até mesmo o truque da psicologia reversa para atrair os consumidores: “Não compre!”, “Não vá à inauguração!”. Tudo isso com a conivência de todos os criativos da campanha que sabiam da “fraude”.

A grande mentira gerou críticas e até mesmo processo para os cineastas. Mas também rendeu merecidos prêmios pra Remunda e Klusàk. O documentário pode ser encontrado no Youtube e para quem for assistir não deixe de reparar simbolismo do pasto, local onde foi construído o suposto hipermercado, mas onde havia apenas tchecos ruminando feito gado.

Assista abaixo:

Anúncios


Categorias:Cinema

Tags:, ,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: