Cinco frases sensacionais que definem seus filmes

frases 1-horzEu sei que cinema é imagem, mas de vez em quando a gente ouve uma grande fala sair da boca de alguma personagem que dá vontade de tatuar na pele de tanto identificação que causa. Até esquece-se de ver o que está na tela. Pensei nisso assistindo ao belíssimo (e bem frio) Perdas e Danos, dirigido por Louis Malle, em 1992, e deu vontade de pegar cinco pedaços de grandes diálogos do cinema e montar essa lista. Então, vamos lá!

  1. Perdas e danos (1992)

Frase: “Pessoas sofridas são perigosas. Elas sabem que podem sobreviver”.

O motivo: O filme ambientado em Londres tem tons de tragédia grega e conta a história de uma jovem, que se envolve amorosamente tanto com pai como com filho. Difícil explicar o porquê de estar na lista sem dar spoilers, mas a frase dita por Juliette Binoche no início do filme dá o tom para o desfecho da personagem, a única que aparentemente sai intacta depois que uma tragédia se desenrola, afinal o sofrimento faz parte da sua vida. Quem assistiu, entende.

  1. Clube da luta (1999)

Frase: “Você é a merda ambulante do mundo”.

O motivo: Já repararam que têm surgido academias com o nome de “Clube da Luta” em várias cidades do Brasil? O que Tyler Durden diria sobre isso? Provavelmente que nós somos a merda ambulante do mundo. Sim, por que, muito mais que pancadaria, o longa de David Fincher é essencialmente um recado para nossa sociedade doente, desprovida de valores humanos, após décadas de capitalismo desenfreado. Acho que quem abre academias com o nome do filme não o entendeu bem.

  1. O Poderoso Chefão (1972)

Frase: “Um homem que não se dedica à família nunca será um homem de verdade”.

O motivo: O Poderoso Chefão já faz parte da cultura popular, logo, a frase faz sentido de cara. O termo “família” aqui atinge uma dimensão homérica, é mais que uma instituição: é uma sina, um carma, um sentido para vida (que o diga Michael Corleone!). Percorre por todos os lados a melhor trilogia do cinema.

  1. O fabuloso destino de Amélie Poulain (2001)

Frase: “São tempos difíceis para os sonhadores”.

O motivo: Pobre Amélie! Tão melíflua para um mundo tão cruel. A frase nem é dita por ela, mas cai como uma luva para a pequena francesa que de tão solitária, apenas sonha e enfia a mão bem fundo no saco de cereais. Mais que ensinar a aproveitar os pequenos prazeres da vida, o filme atesta que é essencial sonhar, mas que, mais cedo ou mais tarde, temos que enfrentar os baques da vida, por que ninguém tem ossos de vidros.

  1. Medianeras (2011)

Frase: “Há mais de 10 anos me sentei em frente ao computador e tenho a sensação de que nunca mais me levantei”.

O motivo: Hoje em dia, poderíamos trocar computador por smartphones e daria no mesmo. Quem diz a frase é o solitário Martin, um programador de websites que, por ofício e por inércia, foi seduzido pelo mundo hiperconectado e dificilmente consegue se livrar. A frase acima representa este pérola do cinema argentino, um conto sobre os indivíduos do século 21 que deram as costas a uma vida mais natural para se enforcar com os fios da modernidade.

Anúncios


Categorias:Cinema, Críticas, Listas

Tags:, , ,

1 resposta

Trackbacks

  1. Cinco frases que definem os filmes – Parte 2 – Um Frame

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: